Em Destaque

Solenidade de Pentecostes, um convite a sermos dócil ao Espírito

P ercorremos exatos cinquenta dias do tempo Pascal e com a solene celebração de Pentecostes [1] chegamos ao fim deste tempo e ret...

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Nota Litúrgica 05 - ODC Ofício Divino das Comunidades

Símbolos e ministérios
Sabemos o quanto o espaço bem arrumado e harmonioso é decisivo para o bom êxito de uma celebração. O espaço de celebração das CEB´s é símbolo da sua identidade profética, expressão de uma Igreja povo de Deus, pobre e servidora do reino. Queremos cuidar para que nossos espaços sejam bonitos, ao mesmo tempo simples, refletindo a cultura local, bem coerente com a sua finalidade de abrigar uma assembléia de irmãos e irmãs para fazer memória da páscoa do Senhor.
Faz parte do espaço:  * A mesa para a santa ceia;
                                    * A estante da Palavra;
                                    * O suporte para a vela (menorá);  
                                     * A cruz,
                                     * Toalhas e
                                     * O lugar da assembléia (de preferência em círculo).
                A mesa permanece no local, em todas as celebrações e não só quando há eucaristia. É um sinal permanente da entrega do Senhor.
Símbolos importantes no Ofício :
          # o sol que nasce e se põe;
          # o acendimento das velas especialmente no ofício de vigília do domingo e das festas;
          # a reunião da assembléia;
          # elementos cósmicos...

Sobre os gestos :
Todos participam de pé: durante a abertura, o hino, o cântico evangélico, as preces, o Pai-nosso e a oração conclusiva (IGLH, n. 263).
Todos participam sentados da proclamação das leituras (exceto o Evangelho), dos salmos e demais cânticos com suas antífonas (IGLH, nn. 264-265).
Faz-se o sinal da cruz sobre os lábios no verso da abertura da manhã Estes lábios meus vem abrir Senhor...
O sinal da cruz sobre o corpo, acompanha o verso da abertura da tarde Vem, ó Deus da vida... e o início dos cânticos evangélicos.
Ministérios no Ofício
Três pessoas conduzem o ofício:
O Dirigente ou coordenação (uma ou mais pessoas) Quem coordena dá início ao ofício com o verso introdutório; introduz a recordação da vida; introduz as preces (cf. IGLH n. 190) convida à meditação, ao Pai-nosso (oração do Senhor); profere a oração conclusiva, a bênção e a saudação (cf. IGLH n. 256) e indica em cada caso a página do livro, quando for o caso.

O Leitor -  Cabe aos leitor proclamar a leitura bíblica e fazer as preces. Quem desempenha o ofício de leitor, proclamará em pé, do lugar apropriado, as leituras longas ou breves (IGLH,n. 259).

e O Cantor (uma ou mais pessoas) Cabe aos cantores entoar os refrões a abertura, o hino, o salmo e o cântico evangélico (cf. IGLH n. 260)
Outros serviços: acender o círio no início; entrar com o estandarte, apresentar os fatos na recordação da vida, etc.   

Caríssimo irmão em Cristo, com esta nota finalisamos nossas reflexões sobre  o tema ODC. Em breve iniciaremos as reflexões sobre outro tema e este será escolhido por você para isso basta responder e nossa enquete.  
Estou aguardando sua resposta e sugestão.
Paz e Bem!
Assina:  Carlos Ericeira
 

Não perca tempo, faça um curso online!

Canal aberto para quem admira, estuda, ou tem curiosidade sobre assuntos ligados as ações litúrgicas da Igreja.